O Estado de Mato Grosso tem 51% de áreas suprimidas (abertas) na Amazônia Legal com autorização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), no primeiro trimestre de 2023. O percentual representa um crescimento na legalidade que, antes de 2019, era de aproximadamente 5% em Mato Grosso. Mato Grosso tem 51% da abertura de áreas

Leia também: Afeam inicia campanha de renegociação de débitos

Isso significa que a maioria do desmatamento seguiu os critérios legais, que determinam apenas 20% da área do bioma amazônico é passível de abertura, enquanto 80% deve ser preservado como reserva legal. Fatores como o aumento da eficiência do licenciamento da Sema-MT e a intensa fiscalização e responsabilização de quem realiza a atividade ilegal, permitiram o aumento da procura pela legalidade no campo.

Percentual antes de 2019, era de aproximadamente 5%. As áreas abertas legalmente no Bioma somam 205,18 km².

Para a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti: “Cada vez mais o cerco se fechará para quem agir na ilegalidade, com o rigor da fiscalização, desaparelhamento dos infratores, cobrança das multas e transparência dos embargos. Em Mato Grosso a tolerância é zero para crimes ambientais, é possível fazer a abertura de áreas de forma legal, com autorização, seguindo a legislação ambiental que é uma das mais rígidas do mundo”.

Leia também: Bosco Saraiva novo superintendente da Suframa 

As áreas abertas legalmente no Bioma somam 205,18 km². O levantamento cruzou os alertas de desmatamento da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal do Estado de Mato Grosso (em hectares), com as autorizações de desmatamento e manejo florestal.

O relatório do primeiro trimestre foi elaborado pela Coordenadoria de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental (CGMA), Superintendência de Regularização e Monitoramento Ambiental e Secretaria Adjunta de Gestão Ambiental.

As áreas abertas legalmente no Bioma somam 205,18 km². O levantamento cruzou os alertas de desmatamento da Plataforma de Monitoramento da Cobertura Vegetal do Estado de Mato Grosso (em hectares), com as autorizações de desMato Grosso tem 51% da abertura de áreasmatamento e manejo florestal. 

 

Mato Grosso tem 51% da abertura de áreas