Com menos de um mês para o início da maior feira de tecnologia e negócios da Região Norte, atores de segmentos públicos e privados ligados aos ecossistemas de tecnologia da informação e comunicação (TIC), e bioeconomia garantiram que a ExpoAmazônia Bio&TIC 2023 tenha seus espaços praticamente completos.

A forte busca – intensificada com a proximidade da realização do evento, que ocorrerá de 28 a 30 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções, em Manaus (AM), demonstra a relevância que a feira apresenta para todos que participam, fato comprovado pelos resultados obtidos já na primeira edição, em 2022.

“Hoje temos mais de 90% dos espaços de exposição preenchidos por empresas, startups e demais instituições públicas e privadas que veem a ExpoAmazônia como o local perfeito para a realização de negócios e networking. Isso se deve a diversos fatores, que vão desde a projeção do ecossistema local de inovação no cenário nacional e internacional ao crescimento de atividades relacionadas à bioeconomia e biotecnologia, tendo a Amazônia uma marca que constantemente se fortalece em todo o mundo”, afirma Murilo Monteiro, diretor executivo da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), uma das instituições organizadoras do evento.

Os negócios promovidos na ExpoAmazônia Bio&TIC em 2022, que acumularam aproximadamente R$ 2,5 milhões em negociações diretas e mais de R$ 35 milhões em negócios prospectados, destacam a feira como o espaço certo para quem visa apresentar sua marca e interagir com players locais, nacionais e internacionais.

“A ExpoAmazônia Bio&TIC rapidamente consolidou-se como uma feira de networking e negócios. A grande adesão de empresas nascentes de base tecnológica e de empresas já estabelecidas no mercado tem sido intensificada pelo retorno que a feira leva a seus participantes. E a integração com agentes públicos contribui para que a interlocução de todos os players avance, o que reforça objetivos de integrar e consolidar os vetores econômicos não apenas na região, mas em todo o país”, comenta Vânia Thaumaturgo, presidente do Conselho de Administração da APDM.

 

Oportunidades de emprego e renda

Para o secretário Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação de Manaus (Semtepi), Radyr Júnior, instituição que representa a Prefeitura de Manaus na organização da ExpoAmazônia Bio&TIC 2023, “um dos fatores de sucesso do evento será o trabalho em conjunto dos organizadores para movimentar a economia local criando oportunidades para os setores da Bioeconomia e da Tecnologia da Informação e Comunicação, podendo gerar emprego e renda por meio da difusão e popularização da ciência, tecnologia e da inovação, fazendo com que o compartilhamento desse conhecimento seja mais acessível a todos”.

Além das oportunidades mencionadas pelo titular da Semtepi, há também a chance de aprender mais sobre temas relevantes para os ecossistemas de inovação, com a confirmação de palestrantes renomados nas “trilhas de conhecimento”, espaço dedicado a reunir representantes de destaque em diversas áreas para apresentarem cases de sucesso, debaterem temas atuais com o público e trocarem experiências com todos que atuam com temas relativos à tecnologia, bioeconomia e sustentabilidade.

“A ExpoAmazônia Bio&TIC traz para o estado a oportunidade de reunir agentes importantes em segmentos que podem contribuir fortemente com o avanço de vetores sustentáveis e complementares. Precisamos apoiar as iniciativas que transformam positivamente a realidade socioeconômica do Amazonas e a ExpoAmazônia Bio&TIC tem esse viés, além de ser uma vitrine de negócios e serviços da região para o Brasil e o mundo”, repercute Jeibi Medeiros, secretário-executivo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), representante do Governo do Amazonas na organização.

 

Segmento em evidência

Outro organizador da ExpoAmazônia Bio&TIC 2023, o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) notou que a busca de atores ligados à bioeconomia, entre palestrantes e expositores, cresceu exponencialmente para esta segunda edição do evento em comparação à primeira feira realizada no ano passado.

“A bioeconomia, a economia verde, a sustentabilidade, todos estes são temas em muita evidência em todo o mundo. Mas quando falamos de Amazônia, o destaque é ainda maior”, afirma Carlos Koury, diretor de inovação em bioeconomia da instituição e coordenador do Programa Prioritário de Bioeconomia (PPBio).

“Falar sobre bioeconomia no meio da maior floresta sociobiodiversa do planeta tem um significado ainda maior, pois temos a noção do quanto precisamos aprender sobre o que a floresta tem a nos oferecer e o tamanho do desafio que temos à frente para consolidarmos a bioeconomia na região”, complementa.

 

Sobre

A ExpoAmazônia Bio&TIC 2023 é uma realização da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), Governo do Amazonas – por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti-AM) -, Prefeitura de Manaus – por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e Centro de Bionegócios da Amazônia (CBA).

 

Além de discutir, integrar, consolidar e alavancar os polos de Bioeconomia e de Tecnologia da Informação e Comunicação da região como dois vetores econômicos viáveis e sustentáveis para a manutenção da floresta amazônica e para o desenvolvimento socioeconômico dos povos da Amazônia, a feira visa fortalecer os ecossistemas de Bio&TIC e integrá-los constantemente com os atores dos ecossistemas nacionais e internacionais de inovação.