O tremor sentido em Novo Airão, interior do Amazonas, na segunda-feira (3), foi de magnitude baixa, informou o sismólogo Lucas Barros, do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília. De acordo com a avaliação, o evento, que assustou o moradores do município, foi de magnitude 3.2.

Na segunda-feira, moradores de Novo Airão relataram nas redes sociais que haviam sentido um tremor de terra na região. Na ocasião, a Rede Sismográfica Brasileira apontou que um evento foi registrado a cerca de 1.000 km de Manaus e que não era possível calcular a magnitude e localização exata do fenômeno que atingiu a cidade.

O sismólogo Lucas Barros, que também é integrante da Rede Sismográfica Brasileira, confirmou à Rede Amazônica que houve o registro de um tremor na região. No entanto, com uma magnitude baixa.

“Informamos que teve uma magnitude de 3.2, que é considerada baixa, mas já pode ser percebida a distância de até 50, 70, 100 km. E nós temos conhecimento de que no passado, em 1963, em Manaus, já acontecia um Sigma de magnitude de 5,1. Então pode ser, inclusive, que esse tremor de terra, que não tem uma localização precisa, tenha o seu epicentro mais ou menos próximo do epicentro do terremoto de 1963”, disse.

O sismólogo acredita que o tremor aconteceu em decorrência de uma falha geológica na região. “Falha geológica é aquilo que está se mobilizando e causando esse sismo. É possível que nos nos próximos dias, ou até atualmente, esteja acontecendo sismos de menor magnitude”, revelou Lucas.

Fonte: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2023/03/03/tremor-sentido-em-novo-airao-no-am-foi-de-magnitude-baixa-diz-sismologo.ghtml?utm_source=share-universal&utm_medium=share-bar-app&utm_campaign=materias