O Serviço Social da Indústria (SESI) foi criado há 75 anos para atender as indústrias e seus trabalhadores na gestão da saúde e segurança no trabalho (SST) e na promoção da saúde e educação dos trabalhadores, seus dependentes e comunidades. Atualmente possui 514 unidades móveis, 116 unidades de vida saudável e 526 escolas, estando presente em 2,4 mil municípios brasileiros.

Os números são expressivos, bem como as ações e projetos voltados para as indústrias.

Saúde e Segurança no Trabalho

Só no ano passado, o SESI beneficiou 3,7 milhões de pessoas com serviços de saúde e segurança no trabalho.

Com a pandemia da Covid-19, desenvolveu protocolos de saúde para ajudar os trabalhadores a se prevenirem contra o vírus dentro do ambiente de trabalho e com isso, se sentirem mais seguros, envolvidos e protegidos. Cerca de 9,7 mil empresas utilizaram esses protocolos e as orientações técnicas, beneficiando quase 260 mil trabalhadores.

Dos 346 centros de Saúde e Segurança no Trabalho (SST), nove deles são voltados à inovação para atender às necessidades da indústria brasileira nas áreas de tecnologias para a saúde, como: higiene ocupacional, fatores psicossociais, longevidade e produtividade, ergonomia, economia para saúde e segurança, prevenção da incapacidade, estilo de vida e saúde, e sistemas de gestão de segurança e saúde no trabalho.

E para reduzir os custos das empresas com faltas e queda de produtividade, e melhorar o bem-estar e saúde dos trabalhadores, os Centros de Inovação do SESI atuam em rede para atender empresas de todo o país, e ainda contam com a parceria de instituições internacionais de referência em segurança e saúde no trabalho, como a Universidade Johns Hopkins, o Instituto Finlandês de Saúde Ocupacional (FIOH) e o Instituto Holandês de Inovação (TNO).

Saúde

Agindo no combate à Covid-19 junto às empresas, além dos protocolos e guias desenvolvidos, o SESI adotou medidas de prevenção como testagem e o tele atendimento para auxiliar na proteção e visando a saúde dos trabalhadores.

Além disso, o SESI também colocou toda a sua estrutura, localizada em 2,4 mil municípios, à disposição do Programa Nacional de Imunização. Cerca de meio de milhão de pessoas já foram vacinadas com o apoio direto da entidade.

Educação

O SESI tem uma das maiores redes de ensino do país. Em 2020 recebeu 496 mil matrículas em educação básica e continuada para jovens e adultos.

Proporcionar uma educação de excelência, requer uma evolução constante nos métodos de ensino e aprendizado. Para que os alunos sejam preparados para o mercado de trabalho, onde a tecnologia e a informação mudam rapidamente, o SESI e o SENAI aplicam a abordagem educacional conhecida como STEAM, acrônimo em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática. Disciplinas consideradas estratégicas para que as próximas gerações saibam lidar com assuntos como inteligência artificial, veículos autônomos, mudanças climáticas e contribuir por uma sociedade mais justa.

Outro diferencial é a inclusão da robótica, disciplina ministrada em todas as 526 escolas. A robótica é a revolução do aprendizado, uma poderosa ferramenta pedagógica que estimula os alunos a solucionarem problemas da sociedade moderna através de competências socioemocionais, como a criatividade e a comunicação.

A aprendizagem na robótica é mais efetiva porque os alunos constroem seus próprios conhecimentos e compartilham o que aprenderam durante as apresentações. Isso desperta o interesse pela pesquisa, ciências exatas e engenharias, além de desenvolver as soft skills, competências fundamentais para o profissional do futuro, como proatividade, espírito investigativo, planejamento, diálogo e tomada de decisões.

As equipes do SESI são as maiores campeãs de torneios nacionais de robótica e já venceram em diversas competições internacionais, como o Global Innovation Awards (GIA).

Ainda no campo da educaçãoo SESI e o SENAI são pioneiros na implementação do NovoEnsino Médio no país: o Itinerário 5, que associa o ensino regular à formação técnica e profissional. Os alunos são preparados para os desafios atuais do mercado de trabalho, com competências ligadas à indústria do futuro e contribuem com a inovação das empresas, a produtividade e a economia do país.

O SESI é também a entidade mais atuante no programa EJA (Educação de Jovens e Adultos), já tendo atendido mais de um milhão de trabalhadores nessa modalidade. Os alunos têm os conhecimentos prévios reconhecidos e podem concluir os estudos focados dentro de sua realidade profissional.

O SESI e o SENAI são as instituições que mais contribuem para a formação profissional no Brasil. Essa conquista é fruto de um trabalho constante, que tem um poder transformador na vida das pessoas e contribui para o desenvolvimento econômico e social do país.