A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), em parceria com o Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), oferece nesta terça e quarta-feira (19 e 20/04), das 8h às 16h, o pré-cadastro do Crédito Solidário para mulheres assistidas pelo Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Cream), no bairro Educandos, zona sul da cidade.

Gerenciado pela Secretaria Executiva de Políticas para Mulheres (SEPM), o Cream oferece acolhimento psicossocial para mulheres em vulnerabilidade social. A estimativa da ação é alcançar 200 atendimentos durante os dois dias, ofertando para mulheres microempreendedoras ou autônomas crédito de R$ 200 a R$ 2 mil para investir no seu negócio, com juros de 0,5%, em 21 parcelas e três meses para começar a pagar.

Para a secretária executiva de Políticas para Mulheres (SEPM), Maricília Costa, promover a independência financeira de mulheres que enfrentaram o ciclo de violência é prioridade do Governo do Amazonas.

“Por determinação do governador, buscamos oferecer uma chance de empreender para mulheres que saem de uma situação de vulnerabilidade. Elas fazem venda de bolos, de produtos cosméticos, de artesanatos, de roupas, para se sustentar, e por meio dessa oportunidade podem ter a sua independência”, afirmou ela.

De acordo com a advogada do Cream, Emanuelle Ingrid, trazer uma ação para o público feminino é importante porque as mulheres atendidas se sentem amparadas.

“Nosso principal objetivo é tirar essas mulheres do ciclo de violência, e promover a empregabilidade e renda é um dos principais mecanismos, visto que muitas vezes o principal provedor é o agressor. Estamos empoderando essas mulheres e tornando-as empreendedoras em atividades que já realizam há muito tempo e não foram reconhecidas”, declarou ela.

Perspectiva – Uma assistida pela Cream, de 41 anos, teve o crédito aprovado e afirma que é uma chance de impulsionar suas vendas.

“Esse crédito é muito bom para mim, porque devido à pandemia perdi meu emprego e estava trabalhando on-line com vendas de armações de óculos. Quem sabe mais na frente consiga tirar um MEI e alavancar minhas vendas para que possa ter meu próprio dinheiro”, contou.

Financiamento – O programa do Governo do Estado disponibiliza o acesso ao crédito de forma orientada e desburocratizada, com o objetivo de promover o resgate social e econômico a pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e econômica, sejam elas desempregadas, sem vínculos empregatícios ou subempregadas, buscando oferecer uma alternativa de crédito.

A ação disponibiliza recursos que servirão como capital de giro para micro e pequenos empreendedores, permitindo-lhes impulsionar seus negócios e, dessa forma, conquistar uma fonte de renda segura.