A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) está compondo, a convite, ao longo de toda esta semana, a comitiva da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), que realiza uma série de visitas técnicas a entidades empresariais e hubs de inovação, em diversas áreas de atuação, com propósito de conhecer de perto o ecossistema de inovação de Florianópolis (SC), Joinville (SC) e Curitiba (PR).

O titular da Sedecti, Jório Veiga, e o chefe do Departamento de Extensão Tecnológica e Inovação (DTI) da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) da Sedecti, Leonardo Silva, fazem parte da comitiva.

Toda a programação é coordenada pelo superintendente da Suframa, Algacir Polsin, que também é acompanhado de uma equipe técnica da autarquia.

As visitas tiveram início na segunda (21/03) e seguem até sexta-feira (25/03). A iniciativa tem como objetivo conhecer de perto como essas cidades desenvolveram sua economia, contando com uma forte base em inovação. A experiência deve ajudar o Amazonas, por meio dos conhecimentos adquiridos na viagem, no sentido de poder fortalecer seu próprio ecossistema de inovação.

Jório Veiga assinala que a experiência com a missão pode contribuir para o desenvolvimento econômico e tecnológico envolvendo uma gama de setores.

“Esse tipo de experiência com essas visitas vem nos proporcionar aprendizados que poderemos levar para o Amazonas. A ideia é entender as soluções adotadas aqui e, a partir daí, tentar construir um ambiente forte de tecnologia e inovação para o Amazonas, aliando iniciativas que envolvam os setores da indústria, startups, da bioeconomia e de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), entre outros setores que venham a impulsionar a economia do estado”, avalia o titular da Sedecti.

Visitas – Na trilha das instituições visitadas em Florianópolis esteve a Sapiens Park, ambiente que abriga empresas de tecnologia e inovação. Lá foram visitados o Instituto Senai de Inovação em Sistemas Embarcados, referência em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na criação de soluções para processos e produtos industriais inteligentes e eficientes. A Fundação Certi, instituição de base tecnológica pioneira na promoção do ecossistema e ambientes de inovação no Brasil, também foi uma das visitadas.

No roteiro também foi visitada a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) que é a principal representante do empreendedorismo inovador em Santa Catarina, com mais de 1.200 associados nos 13 polos de inovação e tecnologia naquele estado.

A empresa Intelbras, que também possui unidade em Manaus, fez parte da programação de visitas da comitiva, assim como também da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc).

Para o chefe do DTI da Sedecti, Leonardo Silva, as visitas técnicas ao polo de inovação e tecnologia do Sul do país são importantes porque a região é reconhecida pelo seu nível de maturidade tecnológica.

“A visita técnica para conhecer o ecossistema de inovação do Sul do País, em especial os de Florianópolis, Joinville e Curitiba, que são reconhecidos pelo seu nível de maturidade tecnológica e sua contribuição para a economia local e nacional, serve para analisar as diversas formas de se criar e fortalecer o ecossistema do Amazonas”, aponta Silva.

Na avaliação de Leonardo, “o ecossistema deve levar em consideração as vocações locais como vetor de desenvolvimento econômico e social, tendo como base, a ciência, a tecnologia e a inovação como mecanismos de agregação de valor para transformar pesquisa em nota fiscal e impacto social”.

As visitas da comitiva continuam com a programação até sexta-feira (25/03).