Em continuidade à reunião de integração do 1° Encontro dos Secretários Municipais de Agricultura do Amazonas, coordenado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e suas instituições vinculadas, nesta sexta-feira (11/03), os secretários puderam conhecer o modelo sustentável de produção, da Fazenda Santa Rosa, localizada no ramal do Caldeirão, em Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus).

Ao todo, 52 secretários municipais de Agricultura do Amazonas, tiveram a oportunidade de conhecer os modelos sustentáveis na produção de citros (laranja e limão), criação de abelhas, bovinos e produção de peixes em viveiros. A Sepror coordenou o evento com suas instituições vinculadas: Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS); Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf); e Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam).

“Agradeço ao governador Wilson Lima por ter tido essa ideia, de alcançar quase todos os municípios do estado com esse belíssimo encontro, que teve várias trocas de ideias e conhecimentos. Eu por exemplo, troquei conhecimentos com Apuí, Pauini, Tabatinga e representantes dos municípios mais distantes. Com essa integração os municípios, junto com o Governo, vamos deixar o campo mais forte e as mesas mais fartas das famílias do povo amazonense”, relata o secretário municipal de Agricultura de Novo Airão, Ângelo Medeiros.

Deliberações – Na ocasião, também ocorreu a elaboração da “Carta Agro Amazonas”, realizando integração entre governo do estado e prefeituras municipais, com a finalidade de potencializar o setor primário, para a geração de uma matriz econômica sustentável, gerando emprego e renda aos municípios.

Também foi discutida a criação do Fórum Permanente de Secretários Municipais de Agricultura, que tem a proposta de realizar reuniões entre secretários de forma regular, para apresentarem a vivência que os produtores rurais vivem no interior do estado.

Outros pontos debatidos foram a regularização fundiária, o licenciamento ambiental das atividades rurais, o acesso ao crédito, as melhorias das condições dos ramais e vicinais e ampliar e capacitar extensionistas e produtores rurais. De acordo com o secretário da Sepror, Petrucio Magalhães Júnior, essa reunião superou todas as expectativas, na qual foi realizado um planejamento, visando avaliar o maior programa de fomento de produção rural do estado, o Agro Amazonas.

“O Agro Amazonas tem o objetivo de complementar o modelo Zona Franca de Manaus, diversificando a matriz econômica. A produção rural é um setor importante para a economia do mundo, pois o agro garante esse alimento na mesa do cidadão. É perfeitamente possível conciliar a produção de alimentos, mantendo nossa floresta”, finalizou Petrucio.

FOTO: Djalma Junior/Sepror