O Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), está apoiando a implantação de uma unidade para o beneficiamento do café, no Distrito de Realidade, em Humaitá (distante 590 quilômetros de Manaus). Nesta primeira etapa, foi entregue um secador rotativo com capacidade de 15 metros cúbicos que auxiliará na secagem do grão.

De acordo com o gerente de Agroindústria do Idam, Willis Meriguette, a cafeicultura no Distrito de Realidade vem sendo praticada por aproximadamente 60 produtores, abrangendo uma área de 200 hectares e cerca de 500 mil plantas.

“Esta atividade é recente na localidade, porém muitos produtores trazem de outras regiões, já que a grande maioria são agricultores de outros estados com tradição na produção cafeeira”, disse o gerente.

A engenheira agrônoma e gerente da unidade local do Idam em Humaitá, Gisely Melo, ressalta que o equipamento entregue para o Distrito de Realidade irá contribuir com os agricultores que já estão cadastrados no Projeto Prioritário do Café. “Na localidade, o Idam já implantou um viveiro de café e futuramente irá implantar uma unidade demonstrativa de plantio da cultura”, disse.

Produção- A estimativa para a safra 2022 é de 10.500 sacas do grão, com uma média de 90 sacas de 60 quilos por hectare.

O projeto da unidade é uma demanda da Associação de Moradores e Amigos do Distrito de Realidade (Asmadre) e teve apoio financeiro, através de uma emenda parlamentar do deputado estadual Péricles Nascimento, no valor de R$ 150 mil adquirida e repassada por meio do Idam.