Para fomentar a cadeia produtiva dos municípios com o potencial na atividade da piscicultura no Amazonas, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), entregou, em 2021, aproximadamente 2,8 milhões de pós-larvas e 850 mil alevinos de peixes das espécies de tambaqui, matrinxã e pirapitinga.

Ao todo, foram 20 municípios que receberam o fomento, que beneficiou 700 piscicultores das localidades. As entregas tiveram o apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam) e das secretarias municipais de Produção Rural.

“O governador Wilson Lima tem determinado mais investimentos na piscicultura e na pesca artesanal, por serem cadeias produtivas prioritárias e de grande potencial econômico e social para o estado. Além da doação gratuita de alevinos, ração e doação onerosa de aeradores, o Governo tem comprado o peixe, principal alimento dos amazonenses, nos programas Peixe no Prato e Programa Alimenta Brasil (PAB), garantindo a compra do pescado com preço justo”, destacou Petrucio Magalhães Júnior, titular da Sepror.

De acordo com o gerente de Aquicultura da Sepror, Oster Machado, o intuito das entregas de alevinos e pós-larvas é aumentar a produção de peixes no estado, diminuir os custos, além de gerar um crescimento na renda das famílias dos piscicultores beneficiados.

“As pós-larvas e alevinos são solicitados pelos Idam dos municípios, prefeituras ou entidades da categoria para atender o produtor, onde nessas demandas, encaminhamos para o nosso centro de produção em Balbina para o atendimento dessa solicitação. As pós-larvas geralmente vão para os municípios mais distantes e nos mais próximos, atendemos com os alevinos”, afirmou Oster.

Os municípios beneficiados foram: Autazes, Barreirinha, Caapiranga, Careiro Castanho, Coari, Codajás, Iranduba, Itacoatiara, Fonte Boa, Humaitá, Japurá, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Tapauá, Boa Vista do Ramos, Rio Preto da Eva, e a capital, Manaus.

O presidente da Cooperativa de Agricultores e Produtores Rurais de Careiro Castanho (Capruc), Cauê Cassol, afirma que a doação desses alevinos vai fortalecer ainda mais a produção dos piscicultores em suas localidades.

“Nós da cooperativa recebemos o alevino e depois entregamos para os piscicultores, e acompanhamos todo o processo de engorda do pescado e prestamos assistência técnica. Agradecemos ao Governo do Amazonas por esse fomento na produção, é de suma importância para incentivar nossa atividade”, finaliza Cauê.

CTTPA

O Centro de Tecnologia, Treinamento e Produção em Aquicultura (CTTPA), situado no Distrito de Balbina, em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros de Manaus), é uma unidade de referência em reprodução de espécies de peixes nativos, com destaque para o tambaqui, matrinxã e pirapitinga.

Além de reprodução, o Centro desenvolve estudos de melhoramentos genéticos e de aprimoramento dos sistemas produtivos dessas espécies.

 

 

 

 

FOTOS: Diego Peres/Secom e Divulgação/Sepror