As práticas de gestão da Marinha, com a Estação Naval do Rio Negro e o Centro de Intendência da Marinha em Manaus (Ceimma), foram apresentadas nesta quinta-feira, 4, em programação do segundo dia da 22ª Mostra de Gestão e Melhorias para a Qualidade, que se encerra amanhã no SESI Clube do Trabalhador com apresentações de mircro e grandes empresas, com relatórios das suas melhores práticas de gestão e processos.

Na sexta participação, com exposição do plano de gestão desenvolvido e apresentado para o crivo do PQA, o comandante da Estação Naval do Rio Negro, capitão de Fragata e engenheiro naval Alexandre Vianna, reforçou a visão para até 2030 da organização em ter elevada categoria de Base Naval, promovendo reparos navais e residenciais de qualidade e contribuindo para boa aplicação dos recursos públicos, sendo reconhecida pela efetividade no apoio logístico e pela motivação do seu pessoal.

“Temos a missão de contribuir para o aprestamento dos meios operativos da Marinha do Brasil, sediados na área do 9º Distrito Naval ou em operações na sua área”, disse ele, ao ressaltar também as melhorias nos produtos e serviços sinalizados no processo. “Podemos listar que tivemos melhorias com processos licitatórios refinados, contratação de fornecedores mais qualificados, redução do tempo de dosagem, melhoria nas instalações físicas e investimentos em novas viaturas, além do destaque de militares”.

Para o Centro de Intendência da Marinha em Manaus (CEIMMA), que também é veterano na modalidade Gestão, a visão de futuro está atrelada a conquista, até 2022, do grau de satisfação dos clientes superior a 95%, sendo reconhecido como um órgão público que promove a otimização dos recursos públicos, de acordo com do CEIMMA, Capitão de Fragata (IM) Alexandre Barbosa Gouvêa, além disso, a ideia é manter-se também como órgão reconhecidamente fundamental para o apoio logístico em todas as áreas da atividade-fim.

As organizações públicas, em tempos de transparência, passaram pelas avaliações dos juízes do PQA e foram elogiadas nas suas evoluções na gestão ao longo dos anos de participação na Mostra da Qualidade, em avaliação realizada pela banca formada  pela especialista em Gestão Pública, mestre e doutora em Saúde Pública, Mirian Cohen; assessor de Gestão no Comando Militar do Planalto em Brasília, Silvio Cândia e pelo mestre em Gestão Empresarial e assessor da diretoria de Governança, da Secretária-geral da Presidência da República, André Ferreira.

“É uma alegria muito grande estar percebendo a evolução da Estação Naval nesse viés positivo que a melhoria de gestão tem nos proporcionado. Então essa vinda ao PQA, concorrendo com as outras entidades, organizações militares e empresas do Amazonas, é muito gratificante”, relatou o comandante da Estação Naval do Rio Negro, Alexandre Vianna.

Rumo ao ouro nos processos

As empresas finalistas Semp TCL e Honda Componentes apresentaram nesta quinta-feira seus projetos, juntamente com as estreantes Midea Carrier e Supermercado Yroyak e as veteranas Flextronics, Brasil Norte de Bebidas e Águas de Manaus.

No ramo de eletroeletrônicos, a Semp TCL apresentou projeto para melhoria, com objetivo de reduzir o consumo de energia na planta da unidade em Manaus, buscando um consumo eficiente. Segundo o supervisor de Produção da empresa, Walter Santos, atualmente a planta na capital produz televisores de 24 a 75 polegadas e condicionadores de ar de 9 mil a 24 mil btus.

“Após a implementação das primeiras ações (1º semestre de 2020), verificou-se que a média do semestre não estava condizente com a meta determinada pela direção, redução de 5% em relação a 2019. Desse modo, estabeleceu-se para o 2º semestre de 2020 a busca por melhorias que garantem o atingimento da meta, também buscando um processo com desvio padrão”, frisou.

Com capacidade para produção de 2 milhões de motocicletas por ano, a Honda Componentes da Amazônia (HCA) trouxe projeto com foco na redução da rejeição interna com a dobra do guidão do modelo KVSP. Com a implantação do projeto, segundo o analista técnico da HCA, Klayson Sahdo, foi possível analisar, como efeito secundário, a redução do valor de aquisição do escorregador com custo de R$ 2.500,00 para R$ 900,00 com novo conceito, além do ganho com troca dos componentes dos novos conceitos, no seu desgaste é necessário apenas a troca das roldanas de nylon.

Para o último dia de exposição das micro e grandes empresas na Mostra da Qualidade Amazonas, na programação desta sexta-feira (5), com transmissão on-line na página do PQA no Youtube (www.youtube.com/PQAAmazonas), estão as empresas:

Manhã

8h30- Abertura

9h às 9h40 – Seripa VII

10h às 10h20- Yamaha Motor da Amazônia

10h30 às 10h50- Supermercado Yroyak Ponta Negra

11h às 11h20- Yamaha Motor Componentes

11h30 às 11h50- Aga Móveis

Tarde

14h10 às 14h30- Tutiplast

14h40 às 15h- Gaúchos Churrascaria

15h10 às 15h30- Águas de Manaus

15h40 às 16h- Muy Gringo

16h10 às 16h30- Visteon

16h40 às 17h- Mestre do Pão