O fortalecimento da piscicultura no Amazonas é uma das prioridades definidas pelo governador Wilson Lima para desenvolver o setor primário do estado. Desde 2019, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) entregou mais de 3,7 milhões de alevinos, beneficiando cerca e 2.800 piscicultores da capital e do interior. As ações são coordenadas pela Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa), vinculada à Sepror.

Em 2019, a distribuição e o número de beneficiados foram recordes, com 1.458.510 de alevinos entregues a 1.330 piscicultores. Em 2020, o Governo do Amazonas repassou 1.401.000 alevinos a 815 produtores e, no último ano, 850.000 alevinos a 700 piscicultores.

“A produção de alevinos de peixes melhorados geneticamente é de suma importância para o sucesso da cadeia produtiva da piscicultura. O Governo do Amazonas vem ampliando a quantidade e a qualidade do fornecimento de alevinos aos piscicultores, além de prestar orientação técnica para que os produtores possam ter sucesso na criação de peixe”, afirmou o titular da Sepror, Petrucio Magalhães.

No total, 23 municípios do interior foram beneficiados com a distribuição dos alevinos (da espécie tambaqui e pirapitinga), além de Manaus. São eles: Alvarães, Anori, Boa Vista do Ramos, Borba, Caapiranga, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Coari, Codajás, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Japurá, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Silves, Tefé e Urucará.

 

 

 

 

 

 

Fotos: Divulgação/Sepror