O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Antonio Silva, destacou a aprovação de projetos para a agroindústria na 301ª Reunião Ordinária do Conselho de Administração da Suframa (CAS como reflexo do bom momento que vive a autarquia sob a liderança do general Algacir Polsin. A reunião realizada hoje, 3, no auditório do Fórum Advogado Sobral Pinto, na Praça do Centro Cívico, em Boa Vista (RR), avaliou 20 projetos industriais e serviços e dois projetos agropecuários. Os projetos somam investimentos da ordem de R$ 1,7 bilhão e preveem a geração de 832 postos de trabalho.

Silva enfatizou o desempenho da Suframa ao longo do último ano, sob o comando de Algacir Polsin e sua equipe. “Seu incansável trabalho tem recolocado a Suframa em lugar de destaque na região amazônica”, disse.

“A atual pauta é reflexo deste momento: ressaltamos o projeto da Agroindustrial Serra Verde, que investirá R$ 55,3 milhões para produzir óleos vegetais em geral (graxos) na Área de Livre Comércio de Boa Vista (RR). Outro projeto agroindustrial voltado para o aproveitamento de matérias-primas regionais é o da Sabores Vegetais do Brasil, que busca se instalar no Distrito Agropecuário da Suframa (DAS) para trabalhar com as culturas do açaí e do guaraná, com investimentos previstos de R$ 2,1 milhões. Entre os projetos de atualização, o destaque é o da Samsung Eletrônica da Amazônia, que prevê investir R$ 726 milhões para a produção de tablets”, frisou Antonio Silva.

Disse ainda que a pauta itinerante nos estados também tem reposicionado a autarquia junto aos demais governos estaduais da região, ressalvando a importância do órgão como instrumento indutor do desenvolvimento regional. “O caminho está sendo trilhado com excelência e eficácia!”, frisou.

A reunião foi presidida pelo secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, e contou ainda com a participação do superintendente da Suframa, Algacir Polsin, do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), representando o governador do Amazonas, Jório Veiga, do governador de Roraima, Antonio Denarium, do governador de Rondônia, Marcos Rocha, prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, da presidente da Federação da Indústria do Estado de Roraima, Izabel Itikawa, e de demais autoridades e personalidades ligadas à classe política e econômica da região amazônica.