Para celebrar os 15 anos do Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), a Feira de Economia Criativa “Povos Criativos” vai reunir empreendedores amazonenses dos mais variados segmentos da economia criativa neste domingo (22/5), das 14h às 19h. A entrada na sede do CCPA (avenida Silves, 2222, Distrito Industrial) é gratuita.

O evento, realizado pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa em parceria com a Associação Zagaia Amazônia, faz parte do programa +Cultura e conta com atividades para fomentar a economia do estado. A programação conta com atividades desde a venda de artesanatos amazônicos até oficina de fotografia, com Cláudia Higuchi.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Marcos Apolo Muniz, eventos de teor cultural e econômico são importantes neste momento de retomada da economia.

“O artesanato tradicional e moderno gera renda para uma família ou comunidade. Isso tem uma grande importância na formação cultural e econômica da população. É uma oportunidade de descobrir novos sabores, de conhecer coisas novas e ter acesso a nossa história”, destaca Apolo.

Artesanato – A “Povos Criativos” traz ainda a participação de artesãos do Careiro Castanho, que vão expor trabalhos em fibras naturais; Novo Airão, com marchetaria; e Rio Preto da Eva, com cestarias Baniwa, além dos grupos de artesãos residentes em Manaus, como a Associação de Mulheres Indígenas do Alto Rio Negro (AMARN).

O artesão Simeão Anhape Bezerra, que trabalha com artesanato em madeira há 22 anos e é um dos expositores na Feira Povos Criativos, vai apresentar uma coleção de peças em marchetaria e entalhes. “Espero que seja um sucesso e que, além das vendas, possamos fazer contatos importantes para futuras parcerias”, afirma.

Marlene dos Santos, que há 10 anos trabalha com a confecção de produtos que têm como base fibras de arumã, disse que o público pode esperar de seu estande peças tradicionais e novidades que estão em desenvolvimento especialmente para a Feira de Economia Criativa.

“Esta será a primeira vez que vou participar da ‘Povos Criativos’, uma ótima oportunidade para mostrar meu trabalho e, assim, conseguir aumentar meus pedidos”, avalia Marlene.

Programação – O evento vai contar com um concurso de Cosplayers, estandes com produtos Geek, desenhistas, quadrinistas, escritores e colecionadores, palestras sobre o mercado gamer e bate-papo sobre o mundo Geek, além de apresentações de K-Pop e exibição de animes.

Uma área para crianças, visitas guiadas pelos espaços culturais do CPPA e ao Museu Homem do Norte, o show de voz e violão de Antônio de Paula compõem o roteiro da feira de economia criativa.

Para Rozana Trilha, presidente da Zagaia Amazônia, associação que colabora com a Feira Povos Criativos, essa edição comemorativa quer gerar bons negócios para micro e pequenos empreendedores da economia criativa.

“O objetivo é trabalhar a cultura e o empreendedorismo em suas mais variadas formas, ajudando o empreendedor amazonense a mostrar o seu talento e o resultado dele, por meio do artesanato ou de manifestações culturais”, afirma Rozana. “Essa edição comemorativa da Povos Criativos, que homenageia os 15 anos do CCPA, quer reunir em um só lugar a diversidade da nossa gente”.

Gastronomia – A Feira também vai oferecer ao público um espaço gastronômico, com comidas amazônicas, doces e comida venezuelana, além do serviço de praça de alimentação, com buffet Cinthia Gourmet Coffee.

FOTOS: Michael Dantas/Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa

.