O diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas, o engenheiro de pesca Tomás Sanches, realizou hoje (07/03) uma palestra sobre políticas públicas estaduais voltadas para o setor aquícola e pesqueiro no Amazonas, na universidade Nilton Lins.

Durante a palestra, Tomás delineou as peculiaridades e obstáculos da piscicultura no estado, ressaltando a importância do setor e alta demanda de pescado. Para ele, investir na piscicultura é essencial para o desenvolvimento sustentável do setor primário do estado.

“O Amazonas é o estado com o maior consumo per capita de peixes, mas nossa produção local ainda não supre completamente a demanda por pescado. Nosso estado é o terceiro maior produtor de pescado através da piscicultura na região Norte, com cerca de 3 mil piscicultores, mas sabemos que existe um potencial muito grande no setor”, disse o diretor-presidente.

Os temas abordados durante a palestra foram a atuação do Idam no setor pesqueiro, a cadeia produtiva da piscicultura, as espécies mais populares para a criação, insumos e desafios para o setor, bem como análise do panorama da pesca no Amazonas.

Piscicultura — A criação de peixes é uma atividade de grande importância para a geração de renda e o desenvolvimento do meio rural no Amazonas. O estado é um dos maiores produtores de peixes nativos. A piscicultura também se apresenta como uma solução viável para a manutenção da produção de peixes e para atender a demanda local durante a entressafra, bem como manter a oferta constante nos grandes centros urbanos.