O Banco Central (BC) informou que 20,5 milhões de CPFs e CNPJs foram consultados neste primeiro dia da volta do Sistema de Valores a Receber (SVR), que possibilita a verificação de valores ‘esquecidos’ em bancos.

A estatística considera consultas feitas até às 12h desta segunda-feira (14). Segundo o BC, não houve instabilidades no sistema. No entanto, houve relatos de instabilidade e lentidãp na plataforma Gov.br, em que os interessados devem se cadastrar para verificar os possíveis valores. Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

As consultas começaram a ser feitas nesta segunda, mas o resgate dos recursos só estará disponível em março, mediante agendamento.

O agendamento será de acordo com a data de nascimento da pessoa ou da empresa. Mesmo que a pessoa se esqueça de entrar no site do BC na data agendada, haverá repescagem ainda em março. E se, mesmo assim, a pessoa perder a repescagem, o dinheiro continua disponível para consultas futuras.

Estima-se que há cerca de R$ 8 bilhões em instituições financeiras que ainda não foram resgatados por clientes. A cifra inclui saldos residuais em contas-correntes, por exemplo, ou cobranças indevidas.