Microempreendedores individuais (MEI) e micro e pequenas empresas devem começar a se programar para pagar taxas e cumprir suas obrigações ao longo de 2022. Confira abaixo as principais datas que devem ser anotadas na agenda para se organizar com os prazos e outras que podem ajudar a impulsionar as vendas:

Os pequenos negócios que foram excluídos do Simples Nacional têm até o dia 31 de janeiro de 2022 para regularizar suas pendências e fazer uma nova adesão ao sistema. Para isso, não pode haver débitos com a Receita Federal ou com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Esse também é o último dia para os empreendedores aderirem ao Simples Nacional pela primeira vez. Caso contrário, o ingresso acontecerá somente a partir de 2023.

Vai até o dia 31 de março de 2022 o prazo para entregar a Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (Defis). Em 2021, o prazo foi prorrogado até o dia 31 de maio, em razão da pandemia de Covid-19.

A entrega da Defis deve ser feita pelo site do Simples Nacionale enviada mesmo que a empresa esteja inativa.

O MEI deve apresentar, até 31 de maio de cada ano, a Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI), referente ao ano anterior.

O boleto mensal, tanto para os empreendedores vinculados ao Simples Nacional quanto para os Microempreendedores Individuais (MEI), vence todo dia 20. Caso a data caia em feriados ou finais de semana, o vencimento ocorrerá no primeiro dia útil subsequente.

Datas comemorativas

  • 16 de julho: Dia do Comerciante
  • 5 de outubro: Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa
  • 19 de novembro: Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino

Datas que podem ajudar a impulsionar as vendas

  • 8 de março: Dia da Mulher
  • 15 de março: Dia do Consumidor
  • 17 de abril: Páscoa.
  • 8 de maio: Dia das Mães
  • 12 de junho: Dia dos Namorados
  • 14 de agosto: Dia dos Pais
  • 5 de setembro: Dia do Cliente
  • 12 de outubro: Dia das Crianças
  • 25 de novembro: Black Friday
  • 25 de dezembro: Natal